sábado, dezembro 17, 2005

Flashs do debate Soares-Louça

(0500)

Soares
a) Entrou a matar: "somos ambos socialistas, a diferença é que eu sou pelo socialismo democratico.".
b) A primeira lição sobre poderes do Presidente: "não se meta na pequena política, como candidato presidencial não o deve fazer", em resposta à argumentação de Louça sobre o facto do PS apresentar dois candidatos.
c) A respirar confiança: "Se houver 2ª volta tenho acerteza sou eu que vou lá estar, sinto isso nas voltas que ando a dar pelo país, só não sei é se haverá 2ª volta."
d) As diferenças nas questões e europeias: "Sou um europeísta convicto em toda a extensão do seu modelo político e social, Louça é partidário do quanto pior, melhor, e isso conduz sempre ao Boomerang."
e) A "ratice" de Soares quando corrige Rodrigo Guedes de Carvalho e passa a partir daí a ser ele a conduzir o debate como já tinha feito na TVI com Alegre. Excelente.
f) A visão e a fé na Europa, primeiro quando diz que não é partidário de Blair e que nunca lhe interessou a Terceira Via, depois quando afirmou que " a Europa não se faz de extremismos, mas sim de pequenos passos, a Europa, apesar de Blair não se irá desintegrar porque os Europeus não o permitirão."
g) Uma lição de democracia para o extremista líder do Bloco: "a democracia europeia faz-se com partidos como a nossa, por isso, é preciso fazer cedências e promover conciliações. Não podemos impor a Europa que nós queremos, sob pena de destruição do projecto europeu".
h) Nova lição sobre poderes presidenciais: "Você não está no parlamento para poder falar dessa forma sobre a forma como o governo lançou a questão dos 100.000 postos de trabalho criados pela TGV, você, aqui, é candidato presidencial, ou não?"
i) A defesa dos políticos e latu sensu da democracia, de dedo apontado a Ricardo Costa: "você aqui na SIC ganha mais que um Ministro; o serviço público deve ser enaltecido; criticar a classe política e os políticos da forma que tem acontecido " tem raíz reaccionária."
j) Sobre a questão da eventual dissolução da assembleia regional da Madeira aventada por Louçã, Soares, mais uma vez demonstra que nas questões relacionadas com os poderes presidenciais e seu exercício é pouco menos que imbatível.
l) Sobre as relações com as monarquias constitucionais europeias, Soares esteve muito bem, nomeadamente na forma como defendeu as relações com Espanha e com o amigo de Portugal, Juan Carlos.
m) Sobre as relações com a Igreja e a questão dos crucifixos, o agnóstico Soares também se defendeu muito bem, colocando-se numa posição de grande tolerância e moderação que deve ser apanágio de qualquer chefe de Estado.

Louçã:
a) Em resposta a Soares: "se eu fosse partidário do quanto pior, melhor, seria um irresponsável". Pois...
b) "Sou mais europeísta que Blair".
c) "Não faço vénia a alguém que pense que o povo é seu súbdito."
d) Questão da SIC: "Iria a Fátima com o Papa?" - "Não!"

0 Comentários:

Enviar um comentário

Trackbacks:

Criar uma hiperligação

<< Início